O Show de Truman para portadores do mal de Alzheimer

Quem se lembra do simpático Truman (Jim Carrey) cuja vida fora transformada num reallity show sem que soubesse? Lá, todo um aparato foi construído para que Truman não desconfiasse que era vigiado 24h por dia. Uma cidade inteira foi montada, figurantes contratados. Enfim, o mesmo foi feito em uma “cidade” holandesa chamada de Hogeweyk.

Contudo, o objetivo é mais nobre: atender portadores de doenças degenerativas como o mal de Alzheimer. Nessa cidade fictícia, garçons, bombeiros, caixas de supermercado são, na verdade, médicos, enfermeiros e psicólogos treinados para atender os residentes. Os trabalhadores do lugar não se importam com as mesmas histórias contadas e recontadas, cujos fins e os começos mudam, invertem-se e desarranjam-se todos os dias. A ordem é ouvir os moradores como se contassem as histórias pela primeira vez.

Apesar do clima fictício, os funcionários não são instruídos a mentir para os pacientes. Aqueles que notam e questionam a vida em Hogeweyk são informados da razão de estarem ali e do real objetivo do lugar.

Se você acha tudo isso estranho ou questionável, os responsáveis por Hogeweyk exibem dados realmente animadores a respeito da qualidade de vida de seus moradores/pacientes. Lá, os moradores são mais independentes e a maioria leva uma vida dentro dos padrões normais. Fazem suas compras no supermercado da cidade, vão a restaurantes e cafés, conversam entre si e fazem amizades.

Referências:
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s