Time

Verdades Absolutas

Poucas coisas são verdades absolutas. Teorias são expandidas ou esquecidas ao longos dos anos. É aquele momento no qual algo sai errado e então cientistas e engenheiros olham-se e alguém lança: “vixe, não era bem assim.” Foi assim com a mecânica de Isaac Newton e a Teoria da Relatividade Geral de Albert Einstein. [1]

Teorias caem por terra, verdades deixam de ser verdade. Isso é um fato da vida. Na área médica, por exemplo, até início do século passado, a heroína era vendida pelo laboratório Bayer (sim, esse do slogan: “Se é Bayer, é bom!”) como xarope infantil contra tosse. Sua comercialização durou até 1913. Após anos de vendas da droga, finalmente perceberam que as criancinhas amavam excessivamente o remédio. [2]

Xarope de heroína. Vai uma dose aí?

Xarope de heroína. Vai uma dose aí?

Aliás, a história médica é repleta de tratamentos adotados durante anos que mais tarde revelaram-se letais ou inefetivos[3]. Um exemplo é um tratamento contra tuberculose no qual o paciente abraçava uma lâmpada gigante. Isso há menos de cem anos.

Se algumas áreas carecem de verdades, em outras sobram-lhes. No direito é possível encontrar sentenças totalmente contrárias para casos idênticos. Afinal, as “verdades” ficam a cargo dos juízes. E assim, destinos de pessoas ficam à mercê da interpretação de outras, as quais muitas vezes desconhecem a realidade de quem está sendo julgado. E aí cria-se um ambiente refém da subjetividade. É possível ser diferente? Vai saber. Não entendo nada de direito (mesmo assim me meti a escrever sobre ele…)

Contudo, existe uma área do conhecimento onde produz-se apenas verdades, verdades absolutas: a matemática. Uma verdade matemática é uma verdade absoluta. Um teorema matemático está correto independente da minha, da sua, da nossa vontade. E mais além, estará correto daqui mil anos. Quando já não houver mais humanidade, as verdades matemáticas ainda serão verdades. Após o apocalipse zumbi, os livros matemáticos que restarem dirão as únicas verdades sobre um mundo sem humanos.


[1] http://pt.wikipedia.org/wiki/Mec%C3%A2nica_cl%C3%A1ssica#Extens.C3.B5es

[2] How aspirin turned hero

[3] Mad Medicine: 14 Crazy Cures from Ages Past

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s