Só para não perder o encanto

Ah, meu amorzinho!
Ficarias, tu, comigo se soubesses que não sou aquilo que imaginas?

A paixão é um engano!
Amar é deixar-se ser enganado!

E foram tantas as vezes que te enganei.

Enganei-te muitas manhãs ao desviar minha boca da tua para que não sentisses meu gosto matinal de homem comum.
Em algumas delas, evitei olhar-te diretamente, a fim de esconder as marcas deixadas nos cantos dos meus olhos pelas noites mal dormidas.

Enganei-te em muitas conversas quando, descaradamente, me apropriei das palavras dos poetas só para impressionar-te.

Enganei-te em meu silêncio, temeroso de falar bobagens e expor meu intelecto mediano.

Enganei-te em meu sorriso fingindo ter dormido bem aquelas noites que me roubavas as cobertas e a cama para poupar-te de qualquer preocupação.

Enfim, te enganei para não arriscar perder o encanto com que me olhas.
Para que não voasses em direção ao colo de outro homem ou percebesses que não sou aquilo que imaginas.

Sou apenas um homem comum.
Um enganador.
Um enganado.

— Rodrigo Ribeiro

Anúncios

Um comentário sobre “Só para não perder o encanto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s