Parede de livros

Livros não são tablets com defeito

No fim dos anos 70 dois formatos de mídia para vídeos competiam pelo mercado: Betamax da Sony e o VHS da JVC. Como todos sabem, o desfecho da história foi a derrota do formato proposto pela Sony e o domínio do VHS. Não por muito tempo… Anos mais tarde veio o DVD, desenvolvido pela Phillips, Sony, Toshiba e Panasonic, para decretar o fim do VHS. O DVD ainda sobrevive, porém não é outro formato de mídia física que vem anunciando o fim do seu reinado, mas sim a Internet.

Com o sucesso do torrent, de serviços como o Netflix e Hulu e a chegada de SmartTV’s, filmes em DVD e Bluray estão com os dias contados. Alguém se lembra do caso CD vs. MP3? Hoje alguns computadores, como Ultrabooks, já não vêm com leitores de CD/DVD e eu não conheço pessoas com menos de 40 anos com o hábito de comprar CD.

Com a chegada dos e-Readers e tablets uma nova disputa surge: livros vs. Ebooks. O primeiro tem mais de 4 mil anos. Alguns dos mais antigos papiros egípcios são do ano de 2400 BC. A mesma idade de tábuas sumérias com a escrita cuneiforme. O segundo teve seus primeiros passos em 1940 e caminhava por pdf’s na Internet até se tornar mais popular com os primeiros E-readers em 2009.

Então fica a pergunta: ebooks irão substituir livros? Bem, algumas pesquisas indicam que trocar livros por ebooks pode ser um mau negócio, pois elas sugerem que nosso cérebro prefere os livros. Algumas pesquisas datadas de 92 concluem que pessoas lêem mais lentamente e memorizam menos informação quando estão lendo artigos na tela do computador.

Outras dizem que a leitura de um livro não é somente uma questão de olhar o conjunto de letras e traduzir a informação. O ato de ler também pode envolver o tato, por exemplo. Nosso cérebro guarda a localização de informações baseando-se em sua proximidade com uma de nossas mãos. Ele guarda trechos do texto associando sua posição, por exemplo, “O trecho sobre o Coronel Aureliano Buendía conhecendo o gelo no livro Cem anos de solidão está no topo da página, próximo à minha mão esquerda.” Esse tipo de associação facilita a memorização, pois usamos mais artifícios para guardá-lo na memória. Além disso, é possível sentir através das mãos se uma informação estava no início, no meio ou no fim do livro sentindo a quantidade de páginas em cada uma das mãos. O formato físico, os oito cantos (quatro de cada página), a referência de página da esquerda e página da direita dão uma ideia de onde você está no livro e acontece que isso pode ser muito importante para a compreensão de um livro. Além dessas vantagens, há também a possibilidade de comparar páginas que não são consecutivas mais facilmente e o fato do papel refletir a luz ambiente.

Testes conduzidos na University of Central Florida sugerem que os computadores e tablets em si já roubam nossa atenção. A emissão de luz e o design dos aparelhos diminuem nossa capacidade de concentração. Os testes aplicados em voluntários testaram a memória e atenção depois de ler um texto. Aqueles que leram no computador e tiveram de usar a barra de rolagem obtiveram pontuação menor.

Como se não bastasse todas essas vantagens do livro, um experimento de 2011 feito no Technion-Israel Institute of Technology diz que quando pessoas lêem em telas, elas têm uma tendência menor a reler as dificuldades, comparar seções e checar o quanto aprenderam. Nesse experimento, alunos estudando somente por ebooks obtiveram pontuação 10% menor que aqueles cujo material de estudo era somente livros físicos.

Talvez as novas gerações se adaptem melhor e essas dificuldades sejam superadas em algum momento, mas o que todos os estudos sugerem é que, por enquanto, o livro ainda é o meio mais apropriado para a leitura.


Referências:
The Myth of the Paperless Office – by Abigail J. SellenRichard H. R. Harper
Scientific American (Edição americana) – Nov. 2013

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s