O sofrer

Não sou um amante da vida

Sofro das dores do mundo
Da dor do viver

Sofro pelos que não podem ouvir
Pois a própria voz os deixaram surdos

Sofro pela falta de intimidade
E profundidade nas relações humanas
Por essa incapacidade de prestar atenção no outro
Por essa rapidez do julgar e essa demora do esquecer

Sofro pelos que já nasceram mortos
E pelos que morreram mas ainda não notaram

Sofro com a insistência do Sol em nascer
Todo
Santo
Dia
E com essa habilidade de inviabilizar o sofrer nos dias de verão

Sofro por mim
E por essa intimidade exagerada com a madrugada
Por essa amizade com o silêncio

Enfim sofro
Sofro
Por sofrer

– Rodrigo Ribeiro

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s