Bolha de sabão

A vida é frágil

A vida é frágil.

Somente no Brasil morrem, em média, 132 pessoas vítimas de raios. Sim, de 2000 a 2012 foram mais de mil pessoas que morreram por estarem no lugar errado e na hora errada.
Mas como reconhecer o lugar certo? A hora certa?
Como saber se amanhã será a última vez que saímos de casa?
A verdade, como todos sabem, é que não sabemos.
Não reconhecemos.

A vida é frágil.
As relações são frágeis.

Uma relação é construída durante o tempo. É construída com intimidade, afeto, carinho e respeito. É com tempo e esforço que as pessoas costumam ceder e assim meio devagar conquistamos um espaço em seus corações. Mas uma única atitude que venha a trair essa conquista pode ser suficiente para desconstruir tudo, para redesenhar a sua imagem, para redefinir quem você era para alguém.
Em menos de 10 minutos você pode passar de amado a odiado. Nesse mesmo intervalo você pode perder quem ama, pode perder sonhos e planos.
Tudo que se construiu em anos pode ir embora em segundos…

A vida é frágil.
As relações são frágeis.
As pessoas são frágeis.

Todas essas desconstruções, perdas e erros expõem o quanto somos frágeis. Naqueles mesmos 10 minutos passamos de felizes a tristes, passamos de completos a vazios, passamos de acompanhados a sozinhos…
Porém mesmo com tanta fragilidade, com essa certeza de que o que construímos nunca é sólido de verdade, ainda agimos como se nunca fôssemos morrer, como se não fôssemos capazes de errar, como se tudo fosse eterno
e como se nunca fôssemos perder quem a gente ama.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s