O perfume de ontem

Aquele com fragrância de roupas pelo chão
Com cheiro de amar de pé
Aroma das carícias como são e do afeto como é

Aquele mesmo com essência de suor
Com odor de ser o que se é
Fixado no melhor da certeza do que se quer

Aquele perfume que se ganha na troca
Mas não se compra nem se vende
Esse que se sente
Quando minha mão te toca

– Rodrigo Ribeiro

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s